top of page

O trabalho durante a pandemia de 2020 - um registro


Limpando o blog do Antropofocus eu encontrei este rascunho perdido por lá


"Olá.


Estou escrevendo este texto no dia em que completo (paro de escrever e vou verificar, certinho, pra não mentir pra vocês) 111 dias em isolamento social. Comecei no dia 16 de março, num combo dos mais estranhos: era o dia do meu aniversário e estava voltando de viagem, depois de me apresentar ao vivo para um grupo grande de pessoas. Como a história do COVID-19 já estava nos jornais e a dúvida já pairava no ar, eu não quis encontrar com amigos e parentes naquele dia, temendo que pudesse ter alguma contaminação. Então, há 111 dias eu não encontro meus amigos ao vivo sem máscara. Há 111 dias eu não abraço um amigo. Há 111 dias eu não faço o que eu mais gosto de fazer - profissionalmente falando.


Nós, do Antropofocus, decidimos muito no início do processo que a gente faria uma série de LIVES para falar sobre os 20 anos do grupo (se você quiser assistir a esses vídeos eles estão listados AQUI), que já tem sido um trabalho contínuo e um contato com o público. Não é o mesmo público, não é a mesma coisa, mas tem sido uma experiência positiva. E conseguimos, na marra, fazer um primeiro registro dos 20 anos do nosso grupo e de como foram os processos artísticos dos espetáculos.


Mas ontem, sábado..."


Eu não tenho certeza de qual sábado o texto está falando, mas acredito que tenha sido do dia que fizemos uma LIVE para a festa junina do Colégio Medianeira. Aquele sábado foi especial porque, apesar do isolamento, estávamos criando uma apresentação de dentro de nossas casas, com a maior riqueza de detalhes possível, com uma estranha sensação de seguir em frente mesmo que fosse de um outro jeito.


O Andrei de hoje lembrou do Andrei dos 111 dias de isolamento com a tristeza de saber que aquele não era, nem de perto, o final do período pandêmico. O Antropofocus só voltou a apresentar em 2022, mais de dois anos depois do início do nosso lockdown.


Espero, para o mundo de todo o globo, que tenhamos aprendido o suficiente com essa tragédia para que não se repita nas mesmas proporções.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page