Apresentar para novos públicos é sempre emocionante

Nesta temporada do projeto "Contos em todos os Cantos", em que a gente tá apresentando a peça CONTOS PROIBIDOS DE ANTROPOFOCUS em três regiões distintas da cidade, está acontecendo paralelamente duas outras ações que deixam a gente bastante animados.


Uma são as Oficinas de Improvisação gratuita, em espaços próximos de novos públicos (ou seja: longe do centro, em sua maioria).


A outra são as apresentações fechadas para escolas e outros grupos.


Em ambas as ações, a gente acaba entrando em contato com pessoas que:

- nunca tinham ido ao teatro

- nunca tinham feito um curso de improviso ou teatro

- nunca tinham achado que arte também era pra elas


A gente sempre fica feliz e emocionados quando o público aparece e aprecia o nosso trabalho. Mas existe algo muito especial de saber que a pessoa veio ter a sua primeira experiência teatral conosco e que, a partir dela, essa pessoa está aberta a buscar essa experiência novamente.


É uma honra fazer parte do processo de formação de plateia na cidade (e, ainda este ano, pelo nosso estado!) e esperamos que as pessoas sintam-se bem-vindas o suficiente a continuarem a ocupar os teatros - porque este lugar é seu.




Na foto: Andrei Moscheto, Célio Savi, Anne Celli, Bruno Lops, Janaina Micheluzzi

Paulo Rosa, Marcelo Rodrigues, Edran Mariano


Foto de Paulo Feitosa

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo