NO DIA SEGUINTE
A quase história da tevê brasileira

 

(2016)

NO DIA SEGUINTE no festival Janeiro Brasileiro da Comédia - foto de Marcos Morelli - Edran

SINOPSE

Em poucos instantes vai começar a programação da TV Anhanguá, o primeiro canal de televisão do Brasil. Depois de meses de ensaio os atores, músicos e técnicos estão preparados para tudo.... Ou quase tudo.
O espetáculo aborda com muito humor, informações e lendas do dia da estreia da televisão brasileira com referências a programas e personalidades da tevê do Brasil na atualidade.

NO DIA SEGUINTE – A QUASE HISTÓRIA DA TEVÊ BRASILEIRA narra a fictícia estreia da tevê brasileira, onde a plateia torna-se o auditório de uma programação ao vivo de 1950. Ao longo do ato inicial, todos acompanham os bastidores da tevê e a sua programação variada: seriado enlatado americano, propagandas, telejornal e telenovela. O público acompanha tudo no palco e nos aparelhos de tevê espalhados pelo teatro, que recebem transmissão ao vivo - assim, podem distinguir o que é transmitido e o que realmente acontece no estúdio, propiciando uma sátira aos bastidores da TV. Ao final do dia de estreia, toda a equipe é surpreendida pelo fato de que será necessário fazer tudo outra vez NO DIA SEGUINTE, sendo que os programas não poderão ser reprisados e que a equipe não programou essa
continuidade. A partir deste ponto, a equipe do estúdio repetirá os programas do dia anterior só que agora serão improvisados, tomando como base uma entrevista realizada com uma pessoa do público. Essa entrevista fará parte de um talk show, que marcará o início do Dia Seguinte da TV Anhangá (emissora fictícia da peça).

VÍDEO

Nesta LIVE, durante a pandemia em 2020, nós conversamos sobre o processo de criação do Espetáculo

FOTOS - Marcos Morelli